Auxiliar de Memória

A nova edição do Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova recorda co-fundador

“O Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova dá continuidade à colecção ‘O Trilho’ do Núcleo Museológico de Arte Popular com a publicação do segundo caderno, este dedicado a um dos fundadores da colectividade. ‘Luís da Paixão Fernandes (1915-1982)’ é apresentado amanhã, pelas 10h30 na Junta de Freguesia de São Gonçalo.

A ligação a esta freguesia vem do berço daquele que é recordado como co-fundador do Grupo Folclórico Cultural e Recreativo Boa Nova (actual Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova), director artístico da associação e um dos maiores artesãos de obra em verga de vime na Madeira. O Caderno N.º 2 é também um contributo para a história de São Gonçalo, na medida em que a freguesia está retratada nas páginas da obra, uma edição da colectividade.

“Luís da Paixão Fernandes foi um dos maiores artesãos de obra em verga de vime da Região Autónoma da Madeira, tendo inventado várias dezenas de artefactos em miniatura (tendo inclusivamente a exclusividade de grande parte desses manufactos através de registos industriais), assim como a maiores construções de obras em verga de vimes até actualidade”, destaca o Grupo Boa Nova, recordando que como industrial desta arte, o pai do actual director artístico empregou mais de duas centenas de operários, nas oficinas de Santa Maria Maior, Caniçal e Curral das Freiras. Aliás, caberá a Danilo Fernandes a apresentação do livro no dia em que assinala o dia do 35.º aniversário do seu falecimento.

Danilo Fernandes prevê a continuação da colecção com pelo menos a edição de mais duas obras, dedicadas não a pessoas mas a temas da etnografia e do artesanato. O Caderno N.º1 da colecção ‘O Trilho’ foi lançado no ano passado, em Março, por ocasião da celebração do meio centenário da associação. ‘50 Anos – Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova’ foi também uma edição própria. Ainda em 2016 o Boa Nova lançou ainda ‘Ferramentas do Linho e da Lã – o ADN do povoamento rural da Madeira’, fora desta colecção.

O livro ‘Luís da Paixão Fernandes (1915-1982)’ é uma edição de 500 exemplares, custa 5 euros e estará disponível para já apenas através do Grupo. No futuro é intenção de Danilo Fernandes coloca-lo á venda em algumas livrarias.

A apresentação amanhã deverá contar com a presença de alguns convidados institucionais, nomeadamente representantes da Direcção Regional de Cultura e da Câmara Municipal do Funchal.”.

(“Diário de Notícias 13/01/2017, p.31”)

0 280

Deixe uma Resposta