Na passagem do 25º aniversário da Instituição, a Câmara Municipal do Funchal, deliberou por unanimidade, na sua reunião ordinária de 5 de Julho de 1990, atribuir um Voto de Louvor à Instituição:

“VOTO LOUVOR: – Pela passagem das Bodas de Prata do Grupo Folclórico, Cultural e Recreativo da Boa Nova, pela acção desenvolvida ao longo dos 25 anos de actividade, na preocupação demonstrada da defesa dos valores culturais na área do folclore madeirense, pesquisa e recolha de hábitos e cantares dos nossos antepassados bem como pela actividade desenvolvida quer no âmbito regional, nacional e internacional onde tem sido um digno embaixador do folclore do nosso concelho junto das comunidades madeirenses, tendo ainda em consideração todo o empenho na sensibilização e divulgação do folclore junto das camadas jovens, a Câmara Municipal do Funchal libera por unanimidade atribuir um Voto de Louvor ao Grupo Folclórico, Cultural e Recreativo da Boa Nova e aproveita para felicitar pelo belo espectáculo que proporcionou a todos quantos tiveram a oportunidade de assistir em 30 de Junho p. p. no Teatro Municipal do Funchal”.

A 20 de Julho de 1995, a Câmara Municipal do Funchal, deliberado por unanimidade um “Voto de Louvor” ao Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova, no modelo seguinte:

“VOTO DE LOUVOR – GRUPO DE FOLCLORE E ETNOGRÁFICO DA BOA NOVA: – Por proposta do Departamento de Cultura, foi unanimemente deliberado, aprovar um voto de louvor ao Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova, na pessoa do seu Director Senhor Danilo Fernandes, pelo seu trabalho no “Roteiro das Carreiras”.
Danilo José Fernandes, Diretor Artístico da Instituição, foi homenageado pelo Governo Regional da Madeira, No dia 19 de Setembro de 1996, com um galardão de “Mérito Turístico”: “A acção desenvolvida por V. Exa mereceu o nosso apreço e admiração que pretendemos justamente, homenagear” (“SRTC, GS, 02/09/1996, no 1420, Proc. I/7”).

A 19 de Dezembro de 2006, a Associação foi homenageada, pelo Governo Regional da Madeira, com um galardão de “Mérito Turístico”, pelos relevantes serviços prestados na área da Cultura.

No encerramento das Comemorações do 50º aniversário da Instituição, a Câmara Municipal do Funchal, em reunião de Câmara, no dia 17 de Março  de 2016, foi aprovado por unanimidade o Voto de Louvor ao Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova.

“VOTO DE LOUVOR – GRUPO DE FOLCLORE E ETNOGRÁFICO DA BOA NOVA: A 22 de março de 1966, o Grupo Folclórico, Cultural e Recreativo Boa Nova teve aprovados os seus estatutos, pelo então Governador do Distrito João I. Camacho de Freitas, Capitão de Mar e Guerra, que, ao atribuir o respetivo Alvará, estabeleceu em termos oficiais a data de fundação da coletividade. No próximo dia 22 de março, celebram-se, pois, as suas Bodas de Ouro.

O Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova (designação atual) foi criado por Luís da Paixão Fernandes, Zina Gonçalves Fernandes e Manuel Ferreira Pio e é Instituição de Utilidade Pública desde 29 de Setembro de 1994, ostentando o Estatuto de Superior Interesse Cultural desde dezembro do mesmo ano.

Este notabilizou-se por sucessivas representações nacionais, como a Expo-98, e internacionais (Europália/91, Expo/92 ou Expo/2000), onde se contam relevantes promoções turísticas da Madeira no estrangeiro, desde a década de 1970, em particular junto das comunidades madeirenses emigradas. Ao longo da sua História, o grupo já recebeu dois votos de louvor da Câmara Municipal do Funchal e, em Dezembro de 2006, foi homenageado pelo Governo Regional da Madeira com o galardão de “Mérito Turístico”, pelos relevantes serviços prestados na área da Cultura.

Entre milhares de atuações ao vivo, são ao todo sete os trabalhos discográficos editados até hoje, num espólio que os ultrapassa largamente, e qual se acrescentam publicações de investigação, gravações audiovisuais, feiras, eventos, exposições, roteiros, colóquios, e, até um núcleo museológico.

É por esta inegável riqueza patrimonial que em reunião de Câmara de 17 de março de 2016, foi aprovado por unanimidade o Voto de Louvor ao Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova, pelos seus notáveis 50 anos”.

A 7 de Setembro de 2016, a Associação foi distinguida com o Prémio Educação Arttística 2016, pela Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia da DRE.

PRÉMIO EDUCAÇÃO ARTÍSTICA 2016 – Uma organização como a Direção de Serviços de Educação Artística e Multimédia da DRE, pelas suas características próprias, encontra-se numa situação privilegiada para detetar e premiar os projetos de maior qualidade, longevidade, inovação e impacto na educação das crianças e jovens da região. O Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova, corresponde a todos estes critérios. Com uma longevidade impressionante, tem contribuído ao longo dos últimos 50 anos para a aprendizagem e o crescimento artístico de  muitas crianças e jovens da Madeira, sendo uma instituição importantíssima no panorama da educação artística regional.

O Grupo de Folclore e Etnográfico da Boa Nova teve e continua a ter um crucial impacto na vida de várias crianças e  jovens e merecem por isso o nosso reconhecimento e a nossa gratidão. (O Prémio Educação Artística é entregue anualmente pela DSEAM da DRE a um projeto de educação artística que se destaque pela qualidade, longevidade, inovação e impacto na educação para as artes das crianças e jovens da região)” (“Diário de Notícias 08/09/2016, p10”).